Profissionais do Hospital Yutaka Takeda comemoram o Dia Mundial da Saúde

A programação da unidade contou com um coral e celebração eucarística

O Dia Mundial da Saúde, lembrado na última quarta-feira, 7, reforça a importância em se pensar a saúde de forma global. Neste ano, a data ganha uma importância ainda maior por conta da pandemia provocada pela Covid-19.

No Hospital Yutaka Takeda (HYT), unidade gerenciada pela entidade filantrópica Pró-Saúde, em Parauapebas (PA), foram realizadas ações de valorização dos profissionais da linha de frente de combate ao novo coronavírus.

Organizada pela Comissão de Humanização do Yutaka, a ação contou com o apoio de colaborardes de vários setores da unidade para levar mensagens de fé, com apoio de um coral, ao longo dos dias 6 e 7 de abril.

Seguindo as medidas de segurança, o coral passou pelas recepções do ambulatório. “Foi lindo sentir a emoção dos profissionais da nossa unidade e acompanhantes”, comemorou a enfermeira Michelle Fianco, que esteve à frente do coral.

A programação encerrou com missa celebrada pelo Padre Cosme Ferreira, da Igreja Católica da Serra dos Carajás, na manhã do dia 8. Na ocasião, o religioso abençoou e lembrou aos profissionais da unidade sobre a missão por eles executadas, que é cuidar de vidas e garantir a segurança do paciente.

Qualidade assistencial reconhecida

O Hospital Yutaka Taketa foi construído pela Vale em 1986, sendo gerenciado pela entidade filantrópica Pró-Saúde desde 1997. A unidade está localizada em meio a Floresta Nacional de Carajás, e realizou mais de 200 mil atendimentos em 2020.

A unidade é reconhecida como um dos melhores hospitais do Brasil, certificado com a ONA 3, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). O certificado atesta que o HYT possui padrões internacionais de segurança e qualidade assistencial voltado ao paciente.

O HYT também foi a primeira unidade de saúde no Brasil certificada pelo Programa Nacional de Qualidade (PNQ), do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen).

O hospital ainda conta com o selo “Green Kitchen”, concedido pela Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente (FUPAM), e o recebimento do reconhecimento pela participação no Desafio Resíduo, da Rede Global de Hospitais Verdes e Saudáveis (Global Green and Healthy Hospitals – GGHH).