Em ação filantrópica, Hospital Yutaka Takeda doa cestas básicas em Instituto de apoio a pacientes com câncer

 

O Hospital Yutaka Takeda (HYT), em Parauapebas (PA), realizou na última terça-feira (17), a doação de 300 quilos de alimentos para 25 famílias assistidas pelo Instituto Vencendo o Câncer (IVECAN).

Os alimentos entregues foram fruto de contribuições dos próprios colaboradores da unidade, arrecadados ao longo da programação da campanha Outubro Rosa do Hospital Yutaka Takeda.

Socorro Plácido, presidente do IVECAN, ficou agradecida com iniciativa do hospital. “Atitudes como essa nos fortalece ainda mais para que possamos seguir prestando assistência à essas famílias”, ressaltou Socorro.

Para evitar aglomeração e respeitando os protocolos de combate ao coronavírus, o diretor hospitalar do HYT, Marcos Silveira, e integrantes da Comissão de Humanização do hospital, entregaram as cestas básicas ao Instituto, que irá fazer a distribuição entre as famílias.

A iniciativa faz parte das ações de filantropia da Pró-Saúde, uma das maiores entidade filantrópicas de gestão hospitalar, que administra o HYT. A entrega dos alimentos recebeu o selo “Aqui tem Filantropia”, da campanha realizada pela instituição ao longo do mês de outubro, como o objetivo de explicar de forma acessível, o que é e onde a filantropia está inserida no dia a dia das pessoas.

Além da humanização, qualidade e segurança

O Hospital Yutaka Takeda, construído pela Vale em 1986, possui importantes certificações que demonstram a preocupação da unidade com a qualidade no atendimento.

Segundo Dolores Klippel, assistente da Comissão de Humanização do Hospital Yutaka Takeda, esse tipo de ação reforça a solidariedade e a empatia pelo próximo. “Fiquei feliz com o engajamento de todos os profissionais para que a ação fosse um sucesso e pudéssemos ajudar muitas famílias”, relatou.

Gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar desde 1997, o hospital é certificado com a ONA 3 – Acreditado com Excelência, reconhecimento máximo concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), que avalia a qualidade, segurança e gestão integrada.

O hospital também foi a primeira unidade de saúde no Brasil certificada pelo Programa Nacional de Qualidade (PNQ), do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), que reconhece a qualidade da assistência da instituição.