Hospital Yutaka Takeda incentiva alimentação saudável de colaboradores

Na última semana, o Hospital Yutaka Takeda (HYT), em Parauapebas, gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, inseriu ao Programa de Saúde e Estilo de Vida (PSEV) da unidade, o projeto prato saudável.

A iniciativa conta com ações educativas que influenciam os colaboradores a terem hábitos alimentares mais saudáveis, além de tratamento nutricional para os casos de risco de adoecimento ou de doenças já instaladas, como a obesidade, diabetes, pressão e colesterol elevado.
Segundo a coordenadora de nutrição do HYT, Tamiris Viegas, o intuito da iniciativa é despertar nos trabalhadores o interesse por uma alimentação saudável e equilibrada, por meio de ações educativas pontuais, como atividades com abordagem rápida, de fácil aplicação e que preveem interação do colaborador, a exemplo dos encontros coletivos com as nutricionistas da unidade.

“A avaliação da efetividade do programa em curto prazo, será analisada se houver melhoria nas atitudes e comportamento dos trabalhadores, já em longo prazo, será possível avaliar uma melhoria do estado de saúde dos indivíduos. Os indicadores que teremos vão desde pesquisas de satisfação até exames bioquímicos”, explicou Tamiris.

Para os colaboradores que apresentam risco de desenvolver alguma doença ou já tenham enfermidades, além da educação nutricional, também é oferecido tratamento personalizado com nutricionista. O programa irá resultar em benefícios tanto para o colaborador, quanto para a instituição, como redução dos custos com problemas de saúde nas organizações, redução ou eliminação dos riscos de adoecimentos dos colaboradores entre outros.

Para o auxiliar de Saneamento do HYT, Joaquim Flor, que entrou no programa em fevereiro desse ano para cuidar da hipertensão, a implantação do prato saudável ajudou ainda mais nos cuidados com a saúde. “Eu estou gostando muito dessa preocupação a mais com a minha saúde, e como aqui no hospital a minha comida é com pouco sal, já me ajuda bastante no controle da minha pressão, que desde a minha entrada no programa está controlada”, disse Flor.

O Hospital

O Hospital Yutaka Takeda foi construído pela Vale em 1986 e é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar desde 1997. Possui ambulatório para consultas eletivas com 20 especialidades médicas, Pronto-Socorro 24h, acomodações de internação com 16 leitos de enfermarias, 17 leitos de apartamentos individuais, um leito de isolamento, um leito de assistência semi-intensiva e dois leitos de assistência semi-intensiva neonatal, com um total de 37 leitos. Além disso, possui centro cirúrgico com três salas cirúrgicas, uma sala de pré-parto e três leitos de recuperação pós-anestésica, Serviço de Auxílio Diagnóstico e Terapia e Serviço de Medicina do Trabalho.

A unidade possui importantes certificações, a de Hospital Acreditado Pleno – Nível 2, reconhecimento concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), que avalia a qualidade, segurança e gestão integrada. E foi o primeiro Hospital no Brasil certificado pelo Programa de Qualidade (PNQ) do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), que reconhece a qualidade da assistência da instituição.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade.

Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente, realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 22 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.