Direção Viva: Hospital Yutaka Takeda realiza ação educativa

Para chamar a atenção para o alto índice de mortes e feridos no trânsito, o Hospital Yutaka Takeda (HYT), na Serra dos Carajás (PA), realizou blitz educativa, entre os dias 22 e 24/5, nos ônibus que fazem o transporte dos colaboradores da unidade. A ação fez parte do programa “Direção Viva: você consciente, trânsito mais seguro”, realizado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar.

A técnica de Segurança do Trabalho, Maria Rodrigues, explicou que a programação foi realizada em alusão ao movimento “Maio Amarelo”, que chama a atenção para os altos índices de acidentes de trânsito no país. A ação buscou alertar, principalmente, para o uso do cinto de segurança. “O cinto impede que, em caso de colisão, o corpo se choque contra o volante, painel e para-brisas, ou que seja projetado para fora do carro, por isso ele é essencial”, explicou Maria.

A técnica ainda lembrou no bate-papo que o uso do cinto deve ser feito tanto para percurso rodoviário, quanto para o trânsito dentro da cidade. As informações foram reforçadas com a entrega de panfletos e distribuição de laços amarelos realizada pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), em alusão ao movimento.

Para a colaboradora Danielle Almeida, que usa o transporte ofertado pela unidade, a programação leva à reflexão sobre o cuidado e proteção. “Achei a ação muito interessante. Às vezes, o colaborador está ao nosso lado sem cinto e a gente faz que não viu. Por isso, é importante conscientizar uns aos outros, cuidar do colega para que todo mundo tenha uma viagem tranquila”, disse Danielle.

A auxiliar Administrativo Josenilda Lima também aprovou a ação. “É sempre bom lembrar que o cinto é muito importante para nossa segurança”, comentou.

Em 2016, foram atendidas no hospital 511 vítimas de acidente de trânsito. Foram 56 no período de janeiro a abril de 2017.

Direção Viva

blitz educativa faz parte do programa “Direção Viva: você consciente, trânsito mais seguro”, idealizada pela Pró-Saúde, que administra o Hospital Yutaka Takeda há 19 anos, sob contrato de gestão da empresa Vale.

O programa conscientiza a comunidade sobre as sequelas oriundas de traumas por acidentes de trânsito. A ação é realizada de maneira contínua e envolve profissionais de diversas especialidades propiciando um debate sob ângulos distintos. As atividades são desenvolvidas nos hospitais gerenciados pela Pró-Saúde no Pará.

Estatísticas

Um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) contabilizou, em 2009, cerca de 1,3 milhão de mortes em 178 países ocorreram em consequência de acidentes de trânsito. Aproximadamente 50 milhões de pessoas sobreviveram com sequelas.

O Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, precedido por Índia, China, EUA e Rússia e seguido por Irã, México, Indonésia, África do Sul e Egito. Juntas, essas dez nações são responsáveis por 62% das mortes por acidente no trânsito.