Enfermeiros do Hospital Yutaka Takeda passam por atualização em cuidados de feridas e coberturas

Os cuidados da equipe de enfermagem são fundamentais no tratamento de feridas de pacientes, fazendo parte das atribuições destes profissionais acompanhar a evolução da lesão, orientar os pacientes e executar o curativo.

No Hospital Yutaka Takeda (HYT), unidade gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, em Parauapebas (PA), estes tipos de procedimentos foram reforçados em um treinamento de feridas e coberturas. Ministrado pelo enfermeiro estomaterapeuta Mauro Filho, e voltado especificamente para os enfermeiros do hospital, o curso foi realizado na tarde da última sexta-feira (12/7).

Segundo o gerente assistencial do HYT, Diogo Abreu, a capacitação teve o intuito de reforçar e atualizar o conhecimento da equipe assistencial no atendimento a pacientes provenientes de feridas cirúrgicas, úlcera por pressão, doenças crônicas e acidentes. “Relembramos primeiramente a fisiopatologia, ou seja, como acontecem as feridas, processos de desbridamento e tipos de cobertura ideal que podem ser usadas no tratamento, além da aplicação de forma assertiva e segura para os nossos pacientes”, ressalta Diogo.

O enfermeiro ainda explicou que a cicatrização é um processo fisiológico e dinâmico, que busca restaurar a continuidade dos tecidos. “É importante conhecermos a fisiopatia da cicatrização. Saber quais são os fatores que podem acelerar ou retardar esse processo é fundamental, por este motivo essa capacitação foi tão relevante”, relatou.

Para a enfermeira do HYT, Laiani Santos, o treinamento foi esclarecedor. “As orientações foram muito boas, principalmente sobre tipos de coberturas a serem usados de acordo com ferida apresentada, e agora com as dúvidas sanadas, nos sentimos mais preparados”, comentou.

Quem também elogiou a capacitação foi a enfermeira do HYT Aline Brabo. “O treinamento foi excelente e contribuirá de forma significativa, sobretudo no cuidado da equipe de enfermagem, que são os profissionais responsáveis por realizar os curativos”, afirmou Aline.

O Hospital

O Hospital Yutaka Takeda foi construído pela Vale em 1986 e é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar desde 1997. Possui ambulatório para consultas eletivas com 20 especialidades médicas, Pronto-Socorro 24h, acomodações de internação com 16 leitos de enfermarias, 17 leitos de apartamentos individuais, um leito de isolamento, um leito de assistência semi-intensiva e dois leitos de assistência semi-intensiva neonatal, com um total de 37 leitos. Além disso, possui centro cirúrgico com três salas cirúrgicas, uma sala de pré-parto e três leitos de recuperação pós-anestésica, Serviço de Auxílio Diagnóstico e Terapia e Serviço de Medicina do Trabalho.

A Unidade possui importantes certificações, a de Hospital Acreditado Pleno – Nível 2, reconhecimento concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), que avalia a qualidade, segurança e gestão integrada. E foi o primeiro Hospital no Brasil certificado pelo Programa de Qualidade (PNQ) do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), que reconhece a qualidade da assistência da instituição. Além disso, recentemente o Hospital foi certificado com o selo “Green Kitchen”, concedido pela Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente (Fupam), em reconhecimento às boas práticas adotadas na cozinha do hospital.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.
A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.